“Placa Comemorativa” ao UNIFIEO e ao BRADESCO, em reconhecimento pela realização do Projeto Cine FIEO de Arte – Projeto de Decreto Legislativo 32/2011


Câmara Municipal de Osasco


 PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº   32 /2011

“Dispõe sobre concessão de Placa Comemorativa.”

A Câmara Municipal de Osasco aprova:

                                        Art.1º – Fica concedida “PLACA COMEMORATIVA” ao UNIFIEO e ao BRADESCO, em reconhecimento pela realização do Projeto CINE FIEO DE ARTE, que proporciona aos interessados lazer, cultura, debates e ainda contribui para instituições sociais.

Parágrafo único – Da honraria de que trata este artigo, constarão os seguintes dizeres:

“Nosso reconhecimento ao UNIFIEO e ao BRADESCO pela realização do Projeto CINE FIEO DE ARTE, que fortalece à relação com a comunidade oferecendo lazer, cultura, debates e ainda contribuição a entidades sociais.”

Art. 2º – A honraria que trata o art. 1º será entregue em Sessão Solene especialmente convocada para esse fim.

Art. 3º – As despesas decorrentes com a execução do presente Decreto Legislativo correrão por conta das dotações próprias constantes no orçamento.

Art. 4º -   Este Decreto Legislativo entra em vigor na data de sua publicação.

Sala de Sessões Tiradentes, 27 de outubro de 2011.

BOGNAR
-vereador-

JUSTIFICATIVA

Realizado desde outubro de 2002 e iniciado com a apresentação do filme Cidade de Deus que contou com a presença do consagrado Fernando Meirelles, padrinho do CINE FIEO DE ARTE, o Projeto já apresentou mais de 55 clássicos do cinema mundial. Já reuniu ao todo, mais de 22 mil de expectadores.

Conta com a parceria do Bradesco e oferece aos presentes, café, refrigerante e pipoca. Também são oferecidos estacionamento, sala equipada com ar condicionado e confortáveis poltronas, tudo gratuitamente. Faz toda diferença a colaboração de dedicados profissionais, que auxiliam na realização do evento, inspetores, eletricistas, copeiras, pipoqueiros, equipe da limpeza, equipe de eventos e também de técnicos de áudio, som e imagem.

Este importante Projeto, que é recreativo, cultural e social, foi idealizado por brilhantes professores do CENTRO UNIFIEO conforme abaixo:

* Profº Dr. José Cássio Soares Hungria, atual Reitor do UNIFIEO, formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo – USP.

Ingressou mediante concurso no Ministério Público de SP, foi da Diretoria da Associação Paulista do Ministério Público, foi Assessor do Corregedor-Geral do Ministério Público.

Aposentou-se como Procurador de Justiça de São Paulo. Professor de Processo Penal publicou livros de interesse da classe dos Promotores de Justiça e artigos especializados.

* Profº Mestre Ademir Grechi. Professor da área de tecnologia do UNIFIEO.

Mestre em Engenharia Elétrica pela Mackenzie – Universidade Presbiteriana Mackenzie e Mestre em Gerência de TI também pela Mackenzie – Universidade Presbiteriana Mackenzie.

* Profº Mestre Ronaldo José Arnoni. Professor de Filosofia do UNIFIEO.

Mestre em Educação (Filosofia) pela PUC – Pontifícia Universidade Católica/SP.

* Profº Dr. Ari Macedo Couto. Professor de Sociologia do Trabalho.

Doutorado em Ciências Sociais pela PUC – Pontifícia Universidade Católica/SP. Jornalista e autor de diversos livros.

RELAÇÃO DOS FILMES APRESENTADOS PELO CINE FIEO DE ARTE:

Sessão

Filme: Cidade de Deus

Diretor: Fernando Meirelles

Exibido em 05-out-02 – Público de 500 pessoas

Diretor do Filme: Fernando Meirelles

Sinopse: Buscapé (Alexandre Rodrigues) é um jovem pobre, negro e muito sensível, que cresce em um universo de muita violência. Buscapé vive na Cidade de Deus, favela carioca conhecida por ser um dos locais mais violentos da cidade. Amedrontado com a possibilidade de se tornar um bandido, Buscapé acaba sendo salvo de seu destino por causa de seu talento como fotógrafo, o qual permite que siga carreira na profissão. É através de seu olhar atrás da câmera que Buscapé analisa o dia-a-dia da favela onde vive, onde a violência aparenta ser infinita.

Sessão

Filme: O Carteiro e o Poeta

Diretor: Michael Radford

Exibido em 08-mar-03 – Público de 350 pessoas

Debatedores: Prof. José Roberto Teixeira Leite e a Consultora de RH Maria Helena Correa Magalhães

Sinopse: Por razões políticas o poeta Pablo Neruda (Philippe Noiret) se exila em uma ilha na Itália. Lá um desempregado (Massimo Troisi) quase analfabeto é contratado como carteiro extra, encarregado de cuidar da correspondência do poeta, e gradativamente entre os dois se forma uma sólida amizade.

Sessão

Filme: Cinema Paradiso

Diretor: Giuseppe Tornatore

Exibido em 05-abr-03 – Público de 400 pessoas

Debatedores: Jornalista Eduardo Dias e Profª Maria Deosdédite Giaretta

Sinopse: Nos anos que antecederam a chegada da televisão (logo depois do final da Segunda Guerra Mundial), em uma pequena cidade da Sicília o garoto Toto (Salvatore Cascio) ficou hipnotizado pelo cinema local e procurou travar amizade com Alfredo (Philippe Noiret), o projecionista que se irritava com certa facilidade, mas parelamente tinha um enorme coração. Todos estes acontecimentos chegam à forma de lembrança, quando agora Toto (Jacques Perrin) cresceu e se tornou um cineasta de sucesso, que se recorda da sua infância quando recebe a notícia de que Alfredo tinha falecido.

Sessão

Filme: Trem da Vida

Diretor: Radu Mihaileanu

Exibido em 17-mai-03 – Público de 500 pessoas

Debatedores: Profªs Sandra Nunes e Ana Maria Hoffmann

Sinopse: Europa Oriental, 1941. Em uma remota aldeia com uma população basicamente de judeus Shlomo (Lionel Abelanski), o louco do lugarejo, anuncia que os nazistas estão chegando e que a aldeia deles será a próxima que deverá ser atacada por eles. O conselho de sábios da aldeia delibera o que deve ser feito, mas é Shlomo quem tem uma idéia inspirada ao elaborar um plano de fuga, no qual eles simularão uma falsa deportação com parte dos judeus se fazendo passar por nazistas, com os falsos alemães levarão os “prisioneiros” até a Palestina. Embora vários estejam convencidos que Shlomo está fora de seu juízo perfeito, o plano segue adiante. Primeiro são selecionados certos membros da aldeia para se (…) fazerem passar por nazistas, com vagões sendo comprados e reformados. Logo o trem está pronto e a aldeia é deixada para trás, quando começa a viagem algo inesperado acontece: as encenações se tornam mais realistas, pois os “nazistas” se tornam mais autoritários. Os “deportados” tramam uma rebelião contra seus falsos algozes e outros se declaram “comunistas”, além disto, surgem verdadeiros alemães no caminho.

Sessão

Filme: Tempos Modernos

Diretor: Charles Chaplin

Exibido em 07-jun-03 – Público de 350 pessoas

Debatedores: Artista Plástica Sônia Von Brusky e Prof. Mauro Fanelli

Sinopse: Um operário de uma linha de montagem, que testou uma “máquina revolucionária” para evitar a hora do almoço, é levado à loucura pela “monotonia frenética” do seu trabalho. Após um longo período em um sanatório ele fica curado de sua crise nervosa, mas desempregado. Ele deixa o hospital para começar sua nova vida, mas encontra uma crise generalizada e equivocadamente é preso como um agitador comunista, que liderava uma marcha de operários em protesto. Simultaneamente uma jovem rouba comida para salvar suas irmãs famintas, que ainda são bem garotas. Elas não têm mãe e o pai delas está desempregado, mas o pior ainda está por vir, pois ele é morto em um conflito. A lei vai cuidar das órfãs, mas enquanto as menores são levadas a jovem consegue escapar.

Sessão

Filme: CasaBlanca

Diretor: Michael Curtiz

Exibido em 20-set-03 – Público de 700 pessoas

Debatedores: Profs. Marcello Rollemberg e Olga Apª do Nascimento

Sinopse: Casablanca a rota obrigatória de quem está fugindo dos nazistas na Segunda Guerra Mundial. Lá que Rick (Humphrey Bogart) vai reencontrar Ilsa (Ingrid Bergman), anos depois de terem se apaixonado e se perdido em Paris.

Sessão

Filme: Central do Brasil

Diretor: Walter Salles

Exibido em 05-nov-03 – Público de 350 pessoas

Debatedores: Profs. João Martins Ferreira e Dora Shellard Correa

Sinopse: Mulher (Fernanda Montenegro) que escreve cartas para analfabetos na estação Central do Brasil, no Rio de Janeiro, ajuda menino (Vinícius de Oliveira), após sua mãe ser atropelada, a tentar encontrar o pai que nunca conheceu, no interior do Nordeste.

Sessão

Filme: Corra Lola, Corra

Diretor: Tom Tykwer

Exibido em 27-mar-04 – Público de 500 pessoas

Debatedores: Profs. Rodrigo Esteves de Lima e Emília Moura

Sinopse: Manni (Moritz Bleibtreu), o coletor de uma quadrilha de contrabandistas, esquece no metrô uma sacola com 100.000 marcos. Ele só tem 20 minutos para recuperar o dinheiro ou irá confrontar a ira do seu chefe, Ronnie, um perigoso criminoso. Desesperado, Ronni telefona para Lola (Franka Potente), sua namorada, que vê como única solução pedir ajuda para seu pai (Herbert Knaup), que é presidente de um banco. Assim, Lola corre através das ruas de Berlim, sendo apresentados três possíveis finais da louca corrida de Lola para salvar o namorado.

Sessão

Filme: Testemunha de Acusação

Diretor: Billy Wilder

Exibido em 17-abr-04 – Público de 700 pessoas

Debatedores: Dr. Paulo Álvaro Chaves Martins Fontes e Drª Maria Isaura D’Addio

Sinopse: Quando Leonard Vole (Tyrone Power) é preso sob a acusação de ter assassinado uma rica viúva de meia-idade, Sir Wilfrid Robarts (Charles Laughton), um veterano e astuto advogado, concorda em defendê-lo. Sir Wilfrid está se recuperando de um ataque do coração quase fatal e “supostamente” está em uma dieta, que o proíbe de ingerir bebidas alcoólicas e de se envolver em casos complicados. Mas a atração pelas cortes criminais é algo muito forte para ele, especialmente quando o caso é bem difícil. O único álibi de Vole é o testemunho da sua esposa, Christine Vole (Marlene Dietrich), uma mulher fria e calculista. A tarefa de Sir Wilfrid fica praticamente impossível quando Christine Vole concorda em ser testemunha, não da defesa, mas da acusação.

10ª Sessão

Filme: Os Outros

Diretor: Alejandro Amenábar

Exibido em 15-mai-04 – Público de 500 pessoas

Debatedores: Profs. Felipe Bazo Torres e Ronaldo Arnoni

Sinopse: Durante a 2ª Guerra Mundial, Grace (Nicole Kidman) decide por se mudar, juntamente com seus dois filhos, para uma mansão isolada na ilha de Jersey, a fim de esperar que seu marido retorne da guerra. Como seus filhos possuem uma estranha doença que os impedem de receber diretamente a luz do sol, a casa onde vivem está sempre em total escuridão. Eles vivem sozinhos seguindo religiosamente certas regras, como nunca abrir uma porta sem fechar a anterior, mas quando eles contratam empregados para a casa eles terminam quebrando estas regras, fazendo com que imprevisíveis consequências ocorram.

11ª Sessão

Filme: A Grande Ilusão

Diretor: Jean Renoir

Exibido em 27-jun-04 – Público de 400 pessoas

Debatedores: Profs Maria Cecília Martinez e Ricardo Dias

Sinopse: Durante a Primeira Guerra Mundial, num campo de prisioneiros na fronteira franco-alemã, as dificuldades levam homens antes inimigos a se unirem. Os gestos de solidariedade prevalecem sobre o conceito de nacionalidade e razões políticas. As ligações entre os dois oficiais inimigos parecem mais fortes que as de soldados de um mesmo exército.

12ª Sessão

Filme: A Paixão de Cristo

Diretor: Mel Gibson

Exibido em 18-set-04 – Público de 800 pessoas

Debatedores: Prof. Francisco Donizete Pereira e o jornalista Eduardo Dias

Sinopse: As últimas 12 horas da vida de Jesus de Nazaré (James Caviezel). No meio da noite, Jesus é traído por Judas (Luca Lionello) e é preso por soldados no Monte das Oliveiras, sob o comando de religiosos hebreus, que eram liderados por Caifás (Matti Sbraglia). Após ser severamente espancado pelos seus captores, Jesus é entregue para o governador romano na Judéia, Poncio Pilatos (Hristo Shopov), pois só ele poderia ordenar a pena de morte para Jesus. Pilatos não entende o que aquele homem possa ter feito de tão horrível para pedirem a pena máxima e eram os hebreus que pediam isto. Pilatos tenta passar a decisão para Herodes (Luca de Domenicis), governador da Galiléia, pois Jesus era de lá. Herodes também não encontra nada que incrimine Jesus e o assunto volta para Pilatos, que vai perdendo o controle da situação enquanto boa parte da população pede que Jesus seja crucificado. Tentando acalmar o povo e a província, que detesta, Pilatos vai cedendo sob os olhares incriminadores de Claudia (Claudia Gerini), sua mulher, que considera Jesus um santo.

13ª Sessão

Filme: A Língua das Mariposas

Diretor: José Luis Cuerda

Exibido em 16-out-04 – Público de 350 pessoas

Debatedores: Profs.Ival Cripa e Marisa Garcia

Sinopse: O mundo do pequeno Moncho estava se transformando: começando na escola, vivia em tempo de fazer amigos e descobrir novas coisas, até o início da Guerra Civil Espanhola, quando ele reconhecerá a dura realidade de seu país. Rebeldes fascistas abrem fogo contra o regime republicano e o povo se divide. O pai e o professor do menino são republicanos, mas os rebeldes ganham força, virando a vida do garoto de pernas para o ar.

14ª Sessão

Filme: Luzes da Cidade

Diretor: Charles Chaplin

Exibido em 20-nov-04 – Público de 500 pessoas

Debatedores: Profs. Ivan Soares David e Gilmar Santana

Sinopse: Um vagabundo (Charles Chaplin) impede um homem rico (Harry Myers), que está bêbado, de se matar. Grato, ele o convida até sua casa e se torna seu amigo. Só que ele esquece completamente o que aconteceu quando está sóbrio, o que faz com que o vagabundo seja tratado de forma bem diferente. Paralelamente, o vagabundo se interessa por uma florista cega (Virginia Cherrill), a quem tenta ajudar a pagar o aluguel atrasado e a restaurar a visão. Só que ela pensa que seu benfeitor é, na verdade, um milionário.

15ª Sessão

Filme: O Homem que não Estava Lá

Diretor: Joel Coen

Exibido em 19-fev-05 – Público de 350 pessoas

Debatedores: Prof. Marco A. Frabetti

Sinopse: Em meio aos anos 40, Ed Crane (Billy Bob Thornton) é um barbeiro infeliz, que vive com sua esposa Doris (Frances McDormand). Ao descobrir que ela o está traindo, Ed passa então a planejar uma trama de chantagem contra ela, a fim de ensinar-lhe uma lição. Mas quando seu plano vai por água abaixo umas séries de conseqüências desagradáveis ocorrem, incluindo vários assassinatos.

16ª Sessão

Filme: Os Pássaros

Diretor: Alfred Hitchcock

Exibido em 19-mar-05 – Público de 380 pessoas

Debatedores: Prof. Marcello Rollemberg

Sinopse: A pacata cidade de Bodega Bay, na Califórnia, vive momentos de terror quando milhares de pássaros se instalam na localidade e começam a atacar as pessoas.

17ª Sessão

Filme: A Malvada

Diretor: Joseph L. Mankiewicz

Exibido em 16-abr-05 – Público de 350 pessoas

Debatedores: Profª Maria Deosdedite Giaretta

Sinopse: Na noite de entrega do prêmio Sarah Siddons, todas as atenções se voltam para Eve Harrington (Anne Baxter). Utilizando o flashback, a vida de Eve revelada, desde quando conheceu e foi contratada como secretária de Margo Channing (Bette Davis), uma grande estrela da Broadway, até ela mesma alcançar o estrelato.

18ª Sessão

Filme: O Anjo Exterminador

Diretor: Luis Buñuel

Exibido em 14-mai-05 – Público de 400 pessoas

Debatedores: Profª Paula Cristina Veneroso

Sinopse: Após uma extravagante e farta refeição, os convidados se sentem estranhamente incapazes de deixar a sala de jantar e, nos dias que se seguem, pouco a pouco, caem as máscaras de civilização e virtude e o grupo passa a viver como animais.

19ª Sessão

Filme: O Sétimo Selo

Diretor: Ingmar Bergman

Exibido em 20-ago-05 – Público de 500 pessoas

Debatedores: Prof. Eduardo Aurélio Nascimento

Sinopse: Após dez anos, um cavaleiro (Max Von Sydow) retorna das Cruzadas e encontra o país devastado pela peste negra. Sua fé em Deus é sensivelmente abalada e enquanto reflete sobre o significado da vida, a Morte (Bengt Ekerot) surge à sua frente querendo levá-lo, pois chegou sua hora. Objetivando ganhar tempo, convida-a para um jogo de xadrez que decidirá se ele parte com a Morte ou não. Tudo depende da sua vitória no jogo e a Morte concorda com o desafio, já que não perde nunca.

20ª Sessão

Filme: O Pagador de Promessas

Diretor: Anselmo Duarte

Exibido em 17-set-05 – Público de 500 pessoas

Debatedores: Profª Mª Bernadette Pitteri

Sinopse: Zé do Burro (Leonardo Villar) e sua mulher Rosa (Glória Menezes) vivem em uma pequena propriedade a 42 quilômetros de Salvador. Um dia, o burro de estimação de Zé atingido por um raio e ele acaba indo a um terreiro de candomblé, onde faz uma promessa a Santa Bárbara para salvar o animal. Com o restabelecimento do bicho, Zé põe-se a cumprir a promessa e doa metade de seu sítio, para depois começar uma caminhada rumo a Salvador, carregando nas costas uma imensa cruz de madeira. Mas a via crucis de Zé ainda se torna mais angustiante ao ver sua mulher se engraçar com oc afetão Bonitão (Geraldo Del Rey) e ao encontrar a resistência ferrenha do padre Olavo (Dionísio Azevedo) a negar-lhe a entrada em sua igreja, pela razão de Zé haver feito sua promessa em um terreiro de macumba.

21ª Sessão

Filme: Sonhos

Diretor: Akira Kurosawa

Exibido em 29-out-05 – Público de 400 pessoas

Debatedores: Profª Helena Rugai Bastos

Sinopse: São oito segmentos. No primeiro, “A Raposa”, uma criança é avisada pela mãe que não deveria ir à floresta quando há chuva e sol, pois é a época do acasalamento das raposas, que gostam de serem observadas. Mas ele desobedece aos conselhos e observa as raposas, atrás de uma árvore. Ao retornar para casa sua mãe não o deixa entrar e lhe entrega um punhal, dizendo que como ele havia contrariado a raposa ele deveria se matar, mas ela sugere algo que pode remediar a situação. Na segunda, “O Jardim dos Pessegueiros”, o irmão mais novo de uma família, ao servir chá para as irmãs, depara com uma moça que foge. Indo ao seu encalço, nota que ela é uma boneca e depara com os pessegueiros da sua casa totalmente cortados, restando só tocos. Os espíritos dos pessegueiros surgem para ele e, em uma dança melancólica, dizem que as bonecas são colocadas para enfeitar e festejar a florada dos pessegueiros, mas como eles não mais existem naquela casa não fazia sentido a presença das bonecas. Na terceira, “A Nevasca”, o líder de uma expedição, junto com seu grupo, se vê em meio a uma nevasca. Eles sucumbem a nevasca, mas repentinamente surge uma linda mulher que envolve o líder com uma echarpe prata. Ele percebe que ela é a morte, que se transforma em uma horrenda figura, então ele vê que está próximo do acampamento e tenta acordar os companheiros, mas não consegue. Ouve então uma corneta, indicando que o acampamento está mais próximo do que imagina. No quarto, “O Túnel”, ao entrar em um túnel o capitão de um exército é

surpreendido por um cão, que ladra para ele. Atravessa então o túnel em curtos passos. Na saída ouve alguém caminhar e depara com um dos seus soldados morto em combate, que pensa não estar morto. No quinto conto, “Corvos”, um jovem

pintor, ao observar as pinturas de Van Gogh, entra dentro dos quadros e se encontra com o pintor, que indaga por qual razão ele não está pintando se a paisagem é incrível, pois isto o motiva a pintar de forma frenética. No sexto conto, “Monte Fuji em Vermelho”, o Fuji entra em erupção ao mesmo tempo ocorre um incêndio em uma usina nuclear, provocado por falha humana. É desprendida no ar uma nuvem de radiação. Um homem relata ser um dos responsáveis pela tragédia e diz preferir a morte rápida de um afogamento à lenta provocada pela radiação. No sétimo, “O Demônio Chorão”, ao caminhar um viajante encontra um demônio, que lamenta ter sido um homem ganancioso e, como muitos transformaram a terra em um lastimável depósito de resíduos venenosos. No último, “Povoado dos Moinhos”, um viajante chega à um lugarejo conhecido por muitos como Povoado dos Moinhos. Lá

não há energia elétrica e tampouco urbanização. Um idoso, ao ser indagado, relata que os inventos tornam as pessoas infelizes e que o importante para se ter uma boa vida é ser puro e ter água limpa.

22ª Sessão

Filme: Adeus, Lênin!

Diretor: Wolfganger Becker

Exibido em 18-fev-06 – Público de 500 pessoas

Debatedores: Profª Maria Cecília Martinez

Sinopse: Em 1989, pouco antes da queda do muro de Berlim, a Sra. Kerner (Katrin Sab) passa mal, entra em coma e fica desacordada durante os dias que marcaram o triunfo do regime capitalista. Quando ela desperta, em meados de 1990, sua cidade, Berlim Oriental, está sensivelmente modificada. Seu filho Alexander (Daniel Brühl), temendo que a excitação causada pelas drásticas mudanças possa lhe prejudicar a saúde, decide esconder-lhe os acontecimentos. Enquanto a Sra. Kerner permanece acamada, Alex não tem muitos problemas, mas quando ela deseja assistir à televisão ele precisa contar com a ajuda de um amigo diretor de vídeos.

23ª Sessão

Filme: Nunca Te Vi, Sempre Te Amei

Diretor: David Hugh Jones

Exibido em 18-mar-06 – Público de 650 pessoas

Debatedores: Prof. Marcello Rollemberg

Sinopse: Durante vinte anos Helene Hanff (Anne Bancroft), uma escritora americana, se corresponde com Frank Doel (Anthony Hopkins), o gerente de uma livraria especializada em edições raras e esgotada. Tudo começou pelo fato de Helene adorar livros raros, que não se encontram em Nova York. Só que ela não poderia imaginar que uma carta para uma pequena livraria em Londres, que negocia livros de segunda mão, a levaria a iniciar uma correspondência afetuosa com Frank. Neste período uma amizade muito especial surge entre os dois.

Poderia imaginar que uma carta para uma pequena livraria em Londres, que negocia livros de segunda mão, a levaria a iniciar uma correspondência afetuosa com Frank. Neste período uma amizade muito especial surge entre os dois.

24ª Sessão

Filme: Assalto ao Trem Pagador

Diretor: Roberto Farias

Exibido em 08-abr-06 – Público de 400 pessoas

Debatedores: Ator e Diretor Ruben Pignatari

Sinopse: No interior do Estado do Rio de Janeiro, um grupo de seis homens assalta o trem pagador na estrada de ferro Central do Brasil. Eles decidem só gastar, no máximo, dez por cento do produto roubado, para não despertar suspeitas da polícia. Só que Grilo Peru (Reginaldo Faria) resolve se entregar ao luxo da zona sul carioca, sendo assassinado por Tião Medonho (Eliezer Gomes), o líder da quadrilha. Ao mesmo tempo, a polícia fecha o cerco sobre os outros assaltantes, quase todos favelados.

25ª Sessão

Filme: Crepúsculo dos Deuses

Diretor: Billy Wilder

Exibido em 13-mai-06 – Público de 470 pessoas

Debatedores: Profª Marcia Furtado Avanza

Sinopse: No início um crime é cometido e uma voz em off começa a narrar que tudo começou quando Joe Gillis (William Holden), um roteirista fugindo de representantes de uma financeira que tentava recuperar o carro por falta de pagamento e se refugia em uma decadente mansão, cuja proprietária, Norma Desmond (Gloria Swanson), era uma estrela do cinema mudo. Quando Norma tem conhecimento que Joe é roteirista, contrata-o para revisar o roteiro de Salomé, que marcaria o seu retorno às telas. O roteiro era insuportável, mas o pagamento era bom e ele não tinha o que fazer. No entanto, o que o destino lhe reservava não seria nada agradável.

26ª Sessão

Filme: “Z”

Diretor: Costa-Gavras

Exibido em 03-jun-06 – Público de 200 pessoas

Debatedores: Sr. Roque Aparecido da Silva(Sec. Mun. de Cultura de Osasco)

Sinopse: Tendo como trama básica o assassinato de um político liberal (Yves Montand) cometido como se fosse um acidente, é retratado o caso Lambrakis, fato acontecido na Grécia no início da década de 60 no qual a investigação sobre a morte do político foi escandalosamente encoberta por uma rede de corrupção e ilegalidade na polícia e no exército.

27ª Sessão

Filme: Eles Não Usam Black-Tie

Diretor: Leon Hirszman

Exibido em 19-ago-06 – Público de 400 pessoas

Debatedores: Prof. Antonio Carlos Casulari Roxo da Motta

Sinopse: Em São Paulo, em 1980, o jovem operário Tião e sua namorada Maria decidem casar-se ao saber que a moça está grávida. Ao mesmo tempo, eclode um movimento grevista que divide a categoria metalúrgica. Preocupado com o casamento e temendo perder o emprego, Tião fura a greve, entrando em conflito com o pai, Otávio, um velho militante sindical que passou três anos na cadeia durante o regime militar.

28ª Sessão

Filme: Gilda

Diretor: Charles Vidor

Exibido em 16-set-06 – Público de 210 pessoas

Debatedores: Prof. Carlos Corrêa Filho

Sinopse: Johnny Farrell (Glenn Ford) é promovido a gerente de um famoso clube noturno em Buenos Aires, de propriedade de um amigo seu. Quando Gilda (Rita Hayworth), a mulher de seu amigo, é apresentada a Johnny ele a reconhece, pois tiveram um caso no passado. É quando o antigo amor existente entre os dois é reacendido.

29ª Sessão

Filme: O Jardineiro Fiel

Diretor: Fernando Meirelles

Exibido em 21-out-06 – Público de 300 pessoas

Debatedores: Profª Olga Apª do Nascimento Loyola

Sinopse: Uma ativista (Rachel Weisz) é encontrada asassinada em uma área remota do Quênia. O principal suspeito do crime é seu sócio, um médico que encontra-se atualmente foragido. Perturbado pelas infidelidades da esposa, Justin Quayle (Ralph Fiennes) decide partir para descobrir o que realmente aconteceu com sua esposa, iniciando uma viagem que o levará por três continentes.

30ª Sessão

Filme: Sindicato de Ladrões

Diretor: Elia Kazan

Exibido em 18-nov-06 – Público de 150 pessoas

Debatedores: Prof. Eduardo Oliveira de Assumpção Filho

Sinopse: Johnny Friendly (Lee J. Cobb) é um gângster que atua nas docas de Noa Yorl. Ele é também o chefe do sindicato, sendo assessorado por Charley Malloy (Rod Steiger), um vil advogado. Os dois usam um ex-boxeador, Terry Malloy (Marlon Brando), que é irmão de Charley, para atrair Joey Doyle (John F. Hamilton) até o telhado, onde dois capangas de Friendly o empurram para a morte. O motivo do assassinato era que assim ele nada falaria para a comissão do crime, ou seja, era um delator, e para aqueles que controlavam o sindicato merecia morrer. Terry atraiu Joey com uma certa dose de inocência, pois acreditava que os capangas iam só dar uma “prensa” nele. Edie Doyle (Eva Marie Saint), a irmã do homem assassinado, demonstra toda a sua revolta quando o padre Barry (Karl Malden) dava os últimos sacramentos para Joey. No dia seguinte Glover (Leif Erickson) e Gillette (Martin Balsam), dois membros da comissão que investiga o crime nas docas, quer interrogar Terry, mas ele diz que não tem informação para lhes dar. Logo Terry conhece Edie e começa a se sentir responsável pela morte de Joey. O padre Barry cede os fundos da igreja para os portuários se reunirem com segurança e para ver o que está acontecendo. Charley diz a Terry para que vá à reunião e lá o padre pergunta quem matou Joey Doyle. O medo faz todos silenciarem. Não tendo conseguido nada e estando prestes a encerrar a reunião, os capangas de Johnny começam a quebrar os vidros da igreja. Os poucos que tiveram coragem de ir eram atingido por golpes de canos ou tacos de beisebol, quando saiam da igreja. Barry jura para “Kayo” Dugan (Pat Henning), um dos portuários com maior representatividade, que não irá se intimidar com tal agressão. Paralelamente nada acontece com Edie, que foi retirada da igreja por Terry. Os dois conversaram, mas o pai dela odiou saber que sua filha estava com o irmão de Charley. Ele está ansioso para que sua filha volte para o colégio, mas ela diz que não partirá até a morte do irmão ser esclarecida. Edie reencontra Terry e, apesar de ter várias coisas nele que a desagradem, há algo que

não consegue definir. Porém algo deixa a situação muito tensa, pois Dugan coopera com a comissão mas, enquanto trabalhava, um engradado “acidentalmente” cai em cima dele, matando-o.

31ª Sessão

Filme: Cidadão Kane

Diretor: Orson Wells

Exibido em 10-fev-07 – Público de 440 pessoas

Debatedores: Jornalista João Palma

Sinopse: A ascensão de um mito da imprensa americana, de garoto pobre no interior a magnata de um império dos meios de comunicação. Inspirado na vida do milionário William Randolph Hearst.

32ª  Sessão

Filme: Blade Runner – O Caçador de Andróides

Diretor: Ridley Scott

Exibido em 17-mar-07 – Público de 400 pessoas

Debatedores: Sérgio Martinelli

Sinopse: No início do século XXI, uma grande corporação desenvolve um robô que é mais forte e ágil que o ser humano e se equiparando em inteligência. São conhecidos como replicantes e utilizados como escravos na colonização e exploração de outros planetas. Mas, quando um grupo dos robôs mais evoluídos provoca um motim, em uma colônia fora da Terra, este incidente faz os replicantes serem considerados ilegais na Terra, sob pena de morte. A partir de então, policiais de um esquadrão de elite, conhecidos como Blade Runner, têm ordem de atirar para matar em replicantes encontrados na Terra, mas tal ato não é chamado de execução e sim de remoção. Até que, em novembro de 2019, em Los Angeles, quando cinco replicantes chegam à Terra, um ex-Blade Runner (Harrison Ford) é encarregado de caçá-los.

 33ª Sessão

Filme: O Caso dos Irmãos Naves

Diretor: Luis Sérgio Person

Exibido em 14-abr-07 – Público de 350 pessoas

Debatedores: Dr. Renato Ferreira dos Santos e Dr. Ivan Carlos de Araújo

Sinopse: A reconstituição de um caso real, ocorrido no Estado Novo em 1937, na cidade de Araguari (MG). Tudo começa quando um homem foge, levando o dinheiro de uma safra de arroz. Os irmãos Joaquim (Raul Cortez) e Sebastião Naves (Juca de Oliveira), sócios do fugitivo, denunciam o caso à polícia. De acusadores eles passam a réus, por obra e graça do tenente de polícia (Anselmo Duarte) que dirige a investigação. Presos e torturados, os Naves são obrigados a confessarem o crime que não cometeram.

 34ª Sessão

Filme: O Anjo Azul

Diretor: Josef von Sternberg

Exibido em 19-mai-07 – Público de 150 pessoas

Debatedores: Sr. Francisco Conte (Professor Universitário e Diretor de Cinema)

Sinopse: Immanuel Rath (Emil Jannings) é um severo, mas respeitado professor, que vê alguns dos alunos passando cartões postais que mostram uma sensual cantora de cabaré (Marlene Dietrich), que se apresenta no “O Anjo Azul”, um clube local.

Naquela noite, pensando em pegar alguns dos seus estudantes, Rath vai para o cabaré, mas é envolvido pela selvagem atmosfera quando a sedutora Lola Lola entra em cena como uma vamp, usando meias compridas, cinta liga, salto alto, um colete e uma cartola, que cobria parcialmente seus cabelos louros. Após a apresentação, Rath descobre onde é o camarim de Lola e imediatamente se encanta com ela. Mais tarde ela canta para ele, que bebe champanhe e no dia seguinte acorda embaraçado na cama de Lola. Rapidamente veste suas roupas antiquadas e vai para a escola. Sabendo como Rath tinha passado a noite, seus alunos fazem caricaturas obscenas e desenhos maliciosos no quadro-negro. Immanuel se choca com o que vê, pois os estudantes zombam dele, e quando o diretor do colégio fica sabendo da indiscrição de Immanuel o despede. Rath regressa para o clube e busca a compaixão de Lola, que fica fascinada pelo seu jeito elegante e também pelo dinheiro. Lola o conforta e rapidamente o convence a se casar com ela. As núpcias não garantiram a felicidade de Rath e logo ele se torna um criado de Lola, viajando com a companhia de artistas e vendendo fotos sensuais de sua mulher para clientes. No entanto humilhações muitos piores esperam por ele.

35ª Sessão

Filme: Cinema, Aspirinas e Urubus

Diretor: Marcelo Gomes

Exibido em 18-ago-07 – Público de 300 pessoas

Debatedores: Profª Maria Aparecida Alves de Sousa

Sinopse: Em 1942, no meio do sertão nordestino, dois homens vindos de mundos diferentes se encontram. Um deles é Johann (Peter Ketnath), alemão fugido da 2ª Guerra Mundial, que dirige um caminhão e vende aspirinas pelo interior do país. O outro é Ranulpho (João Miguel), um homem simples que sempre viveu no sertão e que, após ganhar uma carona de Johann, passa a trabalhar para ele como ajudante. Viajando de povoado em povoado, a dupla exibe filmes promocionais sobre o remédio “milagroso” para pessoas que jamais tiveram a oportunidade de ir ao cinema. Aos poucos surge entre eles uma forte amizade.

36ª Sessão

Filme: Ladrões de Bicicleta

Diretor: Vittorio De Sica

Exibido em 15-set-07 – Público de 300 pessoas

Debatedores: Dra. Cleide Hirsch (psicanalista)

Sinopse: Em Roma um trabalhador de origem humilde, Antonio Ricci (Lamberto Maggiorani), é razoavelmente feliz e trabalha para sustentar a família. Precisando ter uma bicicleta para pegar um emprego, com sacrifício ele consegue recuperar a sua bicicleta, que estava empenhada. Entretanto ela é roubada, para seu desespero. Juntamente com seu filho Bruno (Enzo Staiola), Antonio a procura pela cidade. Como não consegue encontrá-la, ele resolve cometer o mesmo crime.

37ª Sessão

Filme: Juventude Transviada

Diretor: Nicholas Ray

Exibido em 20-out-07 – Público de 300 pessoas

Debatedores: Dr. Flávio Del Matto Faria e Pedro Vieira

Sinopse: Jim Stark (James Dean) é um encrenqueiro, que fez os pais se mudarem de uma cidade para outra até se fixarem em Los Angeles, que é preso de madrugada por embriaguez e desordem. No distrito policial está Judy (Natalie Wood), uma jovem que está revoltada com o pai, que a chamou de vagabunda imunda por ter se maquiado. Lá está também um rapaz, John Crawford (Sal Mineo), mais conhecido como Platão, que atirou em alguns cães. Um compreensivo policial entende que Jim recebe em casa apenas um amor superficial dos seus pais, e que Jim nunca aceitou que seu pai seja totalmente submisso à sua mãe. Enquanto Jim espera na delegacia pelos pais, que tiveram de cancelar um compromisso social para tirá-lo da prisão, ele tem um rápido contato com Judy e Platão. Após ser libertado parecia que tudo estava resolvido, mas ao tentar fazer amizade na manhã seguinte com sua jovem vizinha, a própria Judy, cria um desentendimento com Buzz (Corey Allen), que namora Judy e é o líder de uma gangue do colégio. Esta rivalidade vai gerar algumas situações com trágicas conseqüências.

38ª Sessão

Filme: Um Corpo que cai

Diretor: Alfred Hitchcock

Exibido em 23-fev-08 – Público de 200 pessoas

Debatedores: Prof. Dr. José Martins Filho

Sinopse: Em São Francisco, um detetive aposentado (James Stewart) que sofre de um terrível medo de alturas encarregado de vigiar uma mulher (Kim Novak) com possíveis tendências suicidas, até que algo estranho acontece nesta missão.

39ª Sessão

Filme: O ano em que meus pais saíram de férias

Diretor: Cao Hamburger

Exibido em 29-mar-08 – Público de 300 pessoas

Debatedores: Prof. Ailton santos

Sinopse: 1970. Mauro (Michel Joelsas) é um garoto mineiro de 12 anos, que adora futebol e jogo de botão. Um dia sua vida muda completamente, já que seus pais saem de férias de forma inesperada e sem motivo aparente para ele. Na verdade os pais de Mauro foram obrigados a fugir por serem de esquerda e serem perseguidos pela ditadura, tendo que deixá-lo com o avô paterno (Paulo Autran). Porém o avô enfrenta problemas, o que faz com que Mauro tenha que ficar com Shlomo (Germano Haiut), um velho judeu solitário que é seu vizinho. Enquanto aguarda um telefonema dos pais, Mauro precisa lidar com sua nova realidade, que tem momentos de tristeza pela situação em que vive e também de alegria, ao acompanhar o desempenho da seleção brasileira na Copa do Mundo.

40ª Sessão

Filme: Somos todos assassinos

Diretor: André Cayatte

Exibido em 26-mai-08 – Público de 300 pessoas

Debatedores: Dra. Eloísa Arruda e Dr. Carlos Eduardo Oliveira Alencar

Sinopse: Durante a Segunda Guerra, jovem francês, miserável e simplório, é treinado para matar alemães. Com o fim do conflito, continua matando pessoas, é condenado e convive com a realidade do corredor da morte. Seu advogado Arnaud tenta obter o perdão culpando a sociedade e os efeitos da Guerra.

41ª Sessão

Filme: Roma, Cidade aberta

Diretor: Roberto Rossllini

Exibido em 07-jun-08 – Público de 300 pessoas

Debatedores: Dr. Francisco Alambert

Sinopse: Roma, 1944. Um dos líderes da Resistência, Giorgio Manfredi (Marcello Pagliero), é procurado pelo nazistas. Giorgio planeja entregar um milhão de liras para seus compatriotas. Ele se esconde no apartamento de Francesco (Francesco Grandjacquet) e pede ajuda à noiva de Francesco, Pina (Anna Magnani), que está grávida. Giorgio planeja deixar um padre católico, Don Pietro (Aldo Fabrizi), fazer a entrega do dinheiro. Quando o prédio é cercado, Francesco é preso pelos alemães e levado para um caminhão. Gritando, Pina corre em sua direção e é metralhada no meio da rua. Giorgio foge para o apartamento de sua amante, Marina (Maria Michi), sem imaginar que este seria o maior erro da sua vida.

42ª Sessão

Filme: O Corinthiano

Diretor: Milton Amaral

Exibido em 23-ago-08 – Público de 200 pessoas

Debatedores: Profª Dra. Silvia Quintanilha Macedo

Sinopse: Seu Manuel é um barbeiro fanático pelo Corinthians, que faz de tudo para torcer pelo seu time de coração, como entrar em conflitos com seus vizinhos palmeirenses, fazer promessas malucas, orações, sofrimentos e xingamentos na arquibancada, inclusive pintando de preto e branco seu burro de estimação. Insistia para que sua filha parasse de dançar balé, porque não era coisa de “moça direita”. Mas ele não contava que o filho de seu inimigo, que adorava jogar futebol, viesse a se apaixonar justamente por sua menina, sendo essa a coisa que mais o afronta, o relacionamento do rapaz com a filha do palmeirense Totó, seu mais fidagal inimigo futebolístico. Um dos clássicos do cinema nacional, uma das maiores bilheterias.

43ª Sessão

Filme: Morangos Silvestres

Diretor: Ingmar Bergman

Exibido em 20-set-08 – Público de 250 pessoas

Debatedores: Artista Plástica Polyana Canhête

Sinopse: O velho professor Isak Borg viaja de carro para uma universidade para receber uma homenagem. No caminho, depara-se com estranhos e parentes, o que faz ele reviver velhos momentos de sua vida e tentar descobrir o significado de estranhos sonhos que vinha tendo.

44ª Sessão

Filme: Estado de Sítio

Diretor: Costa- Gavras

Exibido em 25-out-08 – Público de 300 pessoas

Debatedores: Profª Drª Cláudia Moraes de Souza

Sinopse: O corpo de Philip Michel Santore (Yves Montand), um colaborador dos regimes militares na América do Sul, é encontrado em um carro. Deste momento em diante o filme é narrado em flashback, mostrando os Tupamaros decididos a capturar Santore, que se dedicou a ensinar e difundir a tortura nos órgãos militares.

45ª Sessão

Filme: Ensaio sobre a Cegueira

Diretor: Fernando Meirelles

Exibido em 21-mar-09 – Público de 600 pessoas

Debatedores: Prof. Luiz Carlos Seixas

Sinopse: Uma inédita e inexplicável epidemia de cegueira atinge uma cidade. Chamada de “cegueira branca”, já que as pessoas atingidas apenas passam a ver uma superfície leitosa, a doença surge inicialmente em um homem no trânsito e, pouco a pouco, se espalha pelo país. À medida que os afetados são colocados em quarentena e os serviços oferecidos pelo Estado começam a falhar as pessoas passam a lutar por suas necessidades básicas, expondo seus instintos primários. Nesta situação a única pessoa que ainda consegue enxergar é a mulher de um médico (Julianne Moore), que juntamente com um grupo de internos tenta encontrar a humanidade perdida.

46ª Sessão

Filme: Zorba, o Grego

Diretor: Michael Cacoyannis

Exibido em 23-mai-09 – Público de 300 pessoas

Debatedores: Dra. Maria Noemi Araújo

Sinopse: Um escritor inglês chega a Grécia e pega um navio, pois vai até Creta para trabalhar em uma mina que herdou do pai, um grego de nascença. Logo ele conhece Alexis Zorba (Anthony Quinn), um determinado camponês grego que também quer trabalhar na mina. Os dois acabam indo se hospedar em um pequeno hotel administrado por uma velha prostituta francesa que é cortejada por Zorba, que encoraja seu amigo escritor para dar atenção a uma bela viúva, que é muito desejada pelos homens do local. A mina necessita de alguns reparos, mas Zorba convence um grupo de monges que permita remover um pouco da madeira de uma floresta deles, que fica em uma montanha próxima e inventa um meio de transportá-la para a mina. Quando Zorba e seu patrão retornam à cidade, a velha prostituta ajuda o inglês a superar sua timidez. Assim, ele toma coragem e vai visitar a viúva e os dois acabam fazendo amor. Mas rumores começam a percorrer a ilha após o escritor ter sido visto entrando na casa dela e um dos muitos admiradores da viúva é tomado pelo desespero e se suicida. Em virtude deste acontecimento, os aldeões começam a apedrejá-la e o escritor, testemunhando tudo aquilo, manda chamar Zorba. Quando ela está prestes para ser esfaqueada, Zorba chega e interfere, fazendo o agressor soltar a arma, mas quando tudo parecia contornado ela, em um momento de descuido, é apunhalada pelo pai do jovem que se matara. Sentindo que a prostituta estava prestes a morrer, Zorba bondosamente concorda em se casar com ela e enquanto trabalha na mina fica sabendo que a saúde dela piorou. Ele volta rápido e ela morre em seus braços mas, apesar das mortes, o trabalho não pode parar e a vida continua com todo seu esplendor, não importando o que aconteça.

47ª Sessão

Filme: O Veredicto

Diretor: Sidney Lume

Exibido em 26-set-09 – Público de 300 pessoas

Debatedores: Dr. Paulo Mário Spina

Sinopse: Advogado alcoólatra e decadente vê a chance de recuperar a sua auto-estima quando lhe é dado um caso sobre um erro médico. Mesmo quando uma quantia razoável é oferecida para se chegar a um acordo e o caso não ir a julgamento, ele não concorda e decide enfrentar um poderoso grupo, que é defendido por um renomado e ardiloso advogado.

48ª Sessão

Filme: E La Nave Va

Diretor: Federico Fellini

Exibido em 24-out-09 – Público de 200 pessoas

Debatedores: Dra. Kátia Peixoto dos Santos

Sinopse: Junho de 1914. O navio Gloria N. deixa Nápoles levando as cinzas da cantora lírica grega Edmea Tutea, que serão jogadas no mar da Grécia. Entre os passageiros estão diversos artistas e nobres, de vários países. Durante a viagem o navio acolhe refugiados sérvios, o que traz problemas quando ele é abordado por uma embarcação do Império Austro-Húngaro, que tinha declarado guerra à Sérvia recentemente.

49ª Sessão

Filme: Tico-Tico no Fubá

Diretor: Adolfo Celi

Exibido em 27-fev-10 – Público de 200 pessoas

Debatedores: Dr. Odair da Cruz Paiva

Sinopse: A vida romanceada do compositor Zequinha de Abreu, nascido no interior de São Paulo, em Santa Rita do Passo a Quatro. Segundo o filme, embora casado ele teve um romance com uma atriz de circo que visitava a cidade.

50ª Sessão

Filme: Paradise Now

Diretor: Hany Abu-Assad

Exibido em 27-mar-10 – Público de 200 pessoas

Debatedores: Jornalista Marcos de Medeiros

Sinopse: Amigos de infância, os palestinos Khaled (Ali Suliman) e Said (Kais Nashef) são recrutados para realizar um atentado suicida em Tel Aviv. Depois de passar com suas famílias o que teoricamente seria a última noite de suas vidas, sem poder revelar a sua missão, eles são levados à fronteira. A operação não ocorre como o planejado e eles acabam se separando. Distantes um do outro, com bombas escondidas em seus corpos, Khaled e Said devem enfrentar seus destinos e defender suas convicções.

51ª Sessão

Filme: Casablanca

Diretor: Michael Curtiz

Exibido em 24-abr-10 – Público de 200 pessoas

Debatedores: Prof. Marcello Rollemberg

Sinopse: Casablanca a rota obrigatória de quem está fugindo dos nazistas na Segunda Guerra Mundial. lá que Rick (Humphrey Bogart) vai reencontrar Ilsa (Ingrid Bergman), anos depois de terem se apaixonado e se perdido em Paris.

52ª Sessão

Filme: Mata Hari

Diretor: George Fitzmaurice

Exibido em 29-mai-10 – Público de 200 pessoas

Debatedores: Prof. Aurélio Eduardo do Nascimento

Sinopse: Durante a 1ª Guerra Mundial uma espiã alemã (Mata Hari) faz-se passar por bailarina, no intuito de obter documentos das tropas russas. Ela se torna amante de um tenente-coronel, desconhecendo o fato dele possuir os documentos que almeja. Quando toma conhecimento do fato tenta obter os documentos, mas o superior do seu amante, que também já estivera envolvido com ela, ameaça-a. Ela então o mata, mas seu amante se fere e fica cego.

53ª Sessão

Filme: O Velho e o Mar

Diretor: John Sturges

Exibido em 28-ago-10 – Público de 200 pessoas

Debatedores: Paulo Taranto Reis

Sinopse: Num lugarejo na costa cubana estava um velho (Spencer Tracy), que pescava sozinho num esquife. 84 dias se passaram sem que ele pegasse um mísero peixe. Nos primeiros 40 dias um menino (Felipe Pazos) ficou com ele, mas após tanto tempo sem peixe os pais do menino disseram que o velho era definitavamente um “salão”, que é o pior tipo de azar. O menino, sob as ordens dos pais, foi para outro barco, que pegou três belos peixes já na primeira semana. O velho ensinara o menino a pescar e o menino o amava. O velho tinha cabelos alvos e era marcado por rugas, tinha grandes riscos na nuca e as mãos tinham cicatrizes fundas, por lutar com peixes pesados, mas nenhuma era recente. Tudo nele era velho, com exceção dos olhos, que eram alegres e incansáveis. O menino se entristecia ao ver o velho chegar com o esquife vazio. Ele sempre o ajudava a carregar as linhas, a carangueja, o arpão e a vela, que se enroscava em volta do mastro. A vela era remendada com sacos de farinha e se enrolava, parecendo a bandeira de uma derrota permanente. Ninguém o roubaria, mas o velho achava que era melhor levar a vela e as linhas para casa, porque o orvalho as danificava. E também para não correr riscos, pois achava que uma carangueja e um arpão eram tentações desnecessárias para deixar num barco. Ao voltar no final do dia o menino e o velho iam para um bar, onde outros pescadores caçoavam dele. Mas o velho não ligava, pois tinha aprendido a ser humilde. Depois os dois foram para a humilde casa do velho e lá jantaram, graças ao menino. O velho disse que no próximo dia teria sorte, pois era o 85º dia, mas não podia imaginar o que lhe aguardava.

54ª Sessão

Filme: Memórias Póstumas de Brás Cubas

Diretor: André Klotzel

Exibido em 25-09-10 – Público de 200 pessoas

Debatedores: Maria Deosdedite Giaretta Chaves

Sinopse: Após sua morte, no ano de 1869, Brás Cubas decide por narrar sua história e revisitar os fatos mais importantes de sua vida, a fim de se distrair na eternidade. Começa então a relembrar dos amigos, como Quincas Borba, da sua displicente formação acadêmica em Portugal, dos amores de sua vida e, ainda, do privilégio que teve de nunca ter precisado trabalhar em sua vida.

55ª Sessão

Filme: Os Girassóis da Rússia

Diretor: Vittorio de Sica

Exibido em 16-10-10 – Público de 200 pessoas

Debatedores: Dr. Júlio César Zozernon Costa

Sinopse: Emocione-se com a história de um casal separado pela Segunda Guerra. Após anos sem notícias, ela viaja para a Rússia em busca do marido, atravessando cidades e campos de girassóis. Quando enfim ela o encontra, percebe que algo mudou entre eles.

56ª Sessão

Filme: Cinema Paradiso

Diretor: Giuseppe Tornatore

Exibido em 26-02-11 – Público de 120 pessoas

Debatedores: Maria Deosdedite Giaretta Chaves

Sinopse: Nos anos que antecederam a chegada da televisão (logo depois do final da Segunda Guerra Mundial), em uma pequena cidade da Sicília o garoto Toto (Salvatore Cascio) ficou hipnotizado pelo cinema local e procurou travar amizade com Alfredo (Philippe Noiret), o projecionista que se irritava com certa facilidade, mas parelamente tinha um enorme coração. Todos estes acontecimentos chegam em forma de lembrança, quando agora Toto (Jacques Perrin) cresceu e se tornou um cineasta de sucesso, que recorda-se da sua infância quando recebe a notícia de que Alfredo tinha falecido.

57ª Sessão

Filme: Sonata de Outono

Diretor: Ingmar Bergman

Exibido em 26-03-11 – Público de 120 pessoas

Debatedores: Prof. Luciano Jurcovichi

Sinopse: Depois de ser uma mãe negligente por anos, a famosa pianista Charlotte visita sua filha Eva em sua casa, onde descobre que Helena, outra filha sua, mentalmente deficiente, também lá mora. Aos poucos a tensão entre Charlotte e Eva vai crescendo.

58ª Sessão

Filme: Macunaíma

Diretor: Joaquim Pedro de Andrade

Exibido em 16-04-11 – Público de 120 pessoas

Debatedores: Olívia Bueno Silva Fortes Bacharel em Letras

Sinopse: Macunaíma é um herói preguiçoso, safado e sem nenhum caráter. Ele nasceu na selva e de preto, virou branco. Depois de adulto, deixa o sertão em companhia dos irmãos. Macunaíma vive várias aventuras na cidade, conhecendo e amando guerrilheiras e prostitutas, enfrentando vilões milionários, policiais, personagens de todos os tipos.

59ª Sessão

Filme: Acossado

Diretor: Jean-Luc Godard

Exibido em 28-05-11 – Público de 120 pessoas

Debatedores: Sr. Luiz Carlos Magalhães Peixoto Secretário de Cultura e Turismo do Município de Carapicuíba

Sinopse: Após roubar um carro em Marselha, Michel Poiccard (Jean-Paul Belmondo) ruma para Paris. No caminho mata um policial, que tentou prendê-lo por excesso de velocidade, e em Paris persuade a relutante Patricia Franchisi (Jean Seberg), uma estudante americana com quem se envolveu, para escondê-lo até receber o dinheiro que lhe devem. Michel promete a Patricia que irão juntos para a Itália, no entanto o crime de Michel está nos jornais e agora não há opção.

Ele fica escondido no apartamento de Patricia, onde conversam, namoram, ele fala sobre a morte e ela diz que quer ficar grávida dele. Ele perde a consciência da situação na qual se encontra e anda pela cidade cometendo pequenos delitos, mas quando é visto por um informante começa o final da sua trágica perseguição.

60ª Sessão

Filme: Festim Diabólico

Diretor: Alfred Hitchcock

Exibido em 27-8-11 – Público de 120 pessoas

Debatedores: Prof. Renato Ferreira dos Santos Prof. Aurélio Eduardo do Nascimento

Sinopse: Brandon (John Dall) e Philip (Farley Granger) matam David Kentley (Dick Hogan), um colega da escola preparatória, apenas para terem a sensação de praticar um assassinato e provar que conseguem realizar o crime perfeito.

Para desafiar os amigos e a família, resolvem convidá-los para uma reunião no apartamento deles, onde colocam a comida em cima de um baú e dentro do mesmo está o corpo da vítima.

Após a exibição de cada filme acontece um debate com a participação de um convidado especial.

Como se pode constatar o CINE FIEO DE ARTE além de difundir a cultura, tem sido um programa de cunho social, pois o ingresso é trocado, por um quilo de alimento ou por um item de higiene pessoal, que em seguida são doados a entidades beneficentes de Osasco. Os donativos arrecadados nesses anos somam mais de oito toneladas de alimentos e produtos de higiene pessoal.

O 10º aniversário vai ser comemorado durante todo o próximo ano, com inicio agora em 29 de outubro, quando estará em cartaz o filme “Othello” William Shakespeare.

Sala de Sessões Tiradentes, 27 de outubro de 2011.

BOGNAR
-vereador-


Legislativo Municipal concede placa comemorativa
pelos 10 anos de Cine Fieo de Arte

Da Assessoria de Comunicação

O projeto Cine Fieo de Arte, idealizado e realizado pelo Unifieo em parceria com o Bradesco, completa 10 anos. Em homenagem, realizou-se no Anfiteatro do Centro Universitário, Sessão Solene para entrega de Placa Comemorativa. A concessão da honraria foi proposta pelo Vereador Sebastião Bognar (PSDB) e aconteceu na última sexta-feira (28).

A honraria foi entregue aos representantes das entidades idealizadoras do projeto: do Unifieo, Prof. Dr. José Cássio Soares Hungria, que é Presidente e Pró-Reitor de Desenvolvimentos e Relações Comunitárias. Do banco Bradesco, Jarbas Dias Batista, Diretor Regional.

Entre os convidados, registrou-se a presença de ex-vereadores, de funcionários do Bradesco e do Unifieo, de professores e frequentadores das Sessões de Cinema. Autoridades municipais também estiveram presentes a Vereadora Ana Paula Rossi (PSDB); o ex-Deputado e ex- Prefeito da cidade, Dr. Francisco Rossi; os Vereadores Aluísio Pinheiro (PT), Presidente da Câmara Municipal; Sebastião Bognar (PSDB) e Osvaldo Vergínio (PSD), além do Diretor Administrativo da Câmara, Dr. Alfredo Gioielli.

O Cine Fieo de Arte é um projeto pioneiro na cidade de Osasco. Tem como finalidade proporcionar cultura, lazer e entretenimento à comunidade osasquense. Em suas sessões, são colocados em cartaz filmes nacionais ou estrangeiros de grandes diretores e, após a apresentação, são realizados animados debates com o público presente.

Nas apresentações, ocorridas no prédio do Centro Universitário, os interessados em assistir às sessões de cinema pagam seus ingressos com alimentos não-perecíveis ou itens de higiene pessoal. Os donativos são distribuídos a famílias carentes da cidade.

Faz parte da estrutura do projeto a ação de profissionais-colaboradores que garante a estrutura adequada para uma boa estada do público. Nas apresentações, são distribuídos presentes, café, pipoca e refrigerante. O estacionamento é gratuito e as acomodações elegantes e confortáveis, tudo em uma sala adequadamente equipada com som ambiente e ar condicionado.

O evento que marcou a comemoração do aniversário do projeto e a entrega da honraria foi organizado pelo Cerimonial da Câmara.

O Vereador Bognar foi o primeiro a fazer uso da palavra. Demonstrando grande conhecimento sobre a estrutura e o trabalho realizado pelo Unifieo, teceu elogios a todos os diretores, funcionários e colaboradores. Ao dar ênfase nos benefícios alcançados pelo projeto, não se esqueceu de citar as doações dos donativos arrecadados como ingresso. Sobre os benefícios das apresentações disse que “o Cine Fieo de Arte cria oportunidades a cada um que assiste aos filmes. Oportunidade de ter um momento de lazer, de conhecer outros mundos, outras culturas, de conhecer novas pessoas“, explicou. “Além disso, os debates sobre os filmes são fantásticos. Às vezes, não vemos certos detalhes de um filme e esses debates abrem os nossos olhos, nos faz enxergar certas peculiaridades fundamentais para a compreensão”, ressaltou.

A Vereadora Ana Paula, muito à vontade, disse ser o evento de tal relevância, que fez questão de estar presente. “Hoje, momentaneamente, deixei de lado minha função de mãe para estar aqui,” observou. Sobre o projeto, confessou ser assídua frequentadora, juntamente com sua mãe. E elogiou que “este é um espaço importante para a comunidade e para todos aqueles que não tiveram oportunidades. Além dos filmes de excelente qualidade, as discussões são sempre muito interessantes e fazem com o que o público interaja”.

Já o ex-Deputado Francisco Rossi foi além das sessões de cinema e pontuou a preocupação que a direção do Unifieo tem com as artes. “O Unifieo sempre se preocupou em difundir as artes. Ele faz parceria com a prefeitura e expõe o seu grande acervo de obras de arte em próprios municipais e locais públicos. Propaga a cultura,” disse.

Rossi elogiou o Vereador Bognar e sua iniciativa e seguiu com elogios ao Vice-Reitor do Unifieo. “Prof. Hungria é um homem sensível, de bons costumes e boa índole. Sempre foi um entusiasta pelas coisas de Osasco, intensamente dedicado ao nosso município,” exaltou.

Para encerrar, Rossi declarou que o Bradesco e o Unifieo “são duas instituições lindas, maravilhosas e que colaboram com a cidade. Escrevem com letras de ouro a história de Osasco”.

O discurso mais esperado da noite, do Professor Hungria, foi regado à emoção e lembranças. Falou sobre a participação da entidade na construção da cidade e sobre a mudança que o Unifieo proporciona na vida de milhares de alunos e da comunidade. “Permitam-me dizer que a Fundação Instituto de Ensino para Osasco vem prestando inestimáveis serviços à região. Por aqui, passaram milhares de alunos, os quais, de forma quase artesanal, procuramos lapidar para os desafios do mercado de trabalho. Potencializamos o ser humano por meio da educação humanística. Em resumo, nesta Casa, o aluno recebe ensino e cultura. Essa sempre foi nossa vocação, a nossa missão,” explicou.

Sobre o Cine Unifieo de Arte, o Vice-Reitor explicou que a idealização do projeto foi a resposta a um sentimento de obrigação em ajudar a população da cidade. “É nosso dever ajudar no engrandecimento econômico, social e educacional de nossa região. Na ocasião do surgimento do Cine Fieo, Osasco sentia ausência de atividades culturais, por isso, tivemos a pretensão de apresentar algo para contribuir na formação educacional e intelectual da comunidade,” lembrou.
Assim, resumiu os números alcançados com o Projeto. “Em 10 anos, são 8 toneladas de alimentos ou itens de higiene arrecadados. Só na primeira exibição, 500 pessoas. No total, 22 mil expectadores em 65 exibições. Batemos o recorde de público com o grande clássico “Casablanca”, com 700 pessoas em dois auditórios,” orgulhou-se.

O representante do Bradesco, Jarbas Batista, agradeceu brevemente a todos os presentes e aos Vereadores que aprovaram a homenagem e externou o contentamento do banco em apoiar o projeto. “Estamos felizes por fazer parte de tão grandioso projeto. Essa parceria deu muito certo e continuará dando”.

“Desejo que este projeto tenha vida longa”. Assim o Presidente do Legislativo, Aluisio Pinheiro tomou a palavra para fazer o encerramento do evento. “Que essa parceria continue com sucesso, afinal, o Unifieo e o Bradesco são dois tesouros da nossa cidade,” encerrou.