José Luiz Guidotti

José Luiz Guidotti, nasceu em Limeira, no dia 28 de Setembro de 1941; filho de Luiz e Diva Ragazzo Guidotti, casado com Vera Lucia Fernandes Guidotti. Tem sete filhos; Neto, Carlos Eduardo, Júnior, Paulo Cesar, Katia Kelly e Luciano; quatro netos: Bruno, Gustavo, Danilo e Murilo.

Seu primeiro contato com os rios deu–se por volta do inicio dos anos 50, quando seu pai adquiriu uma chácara às margens do Rio Piracicaba.

O garoto José Luiz Guidotti, sonhava em conhecer e navegar todo aquele pitoresco rio. Um dia, na escola, diante de um mapa do Estado de São Paulo, descobriu que o Piracicaba, era um afluente do Rio Tietê e este desaguava no Rio Paraná, nos limites e nosso Estado com o Mato Grosso. Mais tarde, diante de um outro mapa, este da América do Sul, descobriu que o Paraná chegava muito próximo a Buenos Aires, capital da Argentina.

Muitas vezes sonhava acordado de chegar a Buenos Aires, de barco.

Mais de 40 anos depois, em 28 de janeiro de 1990, Guidotti deixava a Rua Porto, em Piracicaba, em companhia de seu filho caçula Luciano, e a bordo de seu “Verinha l”, um Karib-500 de fabricação Metalglass. Partiu com destino a Montevidéu, Uruguai, onde chegou 33 dias depois, e ter navegado 3.600 quilômetros pelos rios Piracicaba, Tietê, Paraná, Lujan e Prata, e naturalmente…. passado por Buenos Aires.

Depois de ter realizado o seu grande sonho, Guidotti não mais parou de navegar. No ano seguinte, cobriu com o mesmo barco os 177 quilômetros de extensão do Rio Piracicaba. Em 1992, realizou a “1ª Navegação Ecológica do Tietê”, percorrendo os seus 1.136 quilômetros de extensão, de Salesópolis a Itapura, em 18 dias de navegação. No ano seguinte, realizou uma navegação entre Porto Feliz e Piracicaba, que foi denominada de “ Navegação Histórica da Fundação de Piracicaba”, já que o Comandante Guidotti seguiu o mesmo roteiro que o Capitão Antonio Corrêa Barbosa fez para fundar a cidade de Piracicaba. Guidotti, levou 6 dias para descer o Tietê e subir o Piracicaba, cobrindo um percurso de 350 quilômetros.

Em 1994, Guidotti comandou uma navegação de Piracicaba a São Simão, em Goiás seguindo pelo Tramo Norte da Hidrovia Tietê –Paraná; esta foi a primeira vez que Guidotti navegou acompanhado, já que todas as outras navegações realizou em barco solitário. Foram 850 quilômetros cobertos em 11 dias. Finalmente, novamente navegando em grupo, comandou uma flotilha de cinco barcos, numa navegação pelo Tramo Sul da Hidrovia.

O barco “Verinha l”, já navegou cerca de 8 mil quilômetros, utilizando várias marcas, tipos e capacidade de motores. Atualmente o barco está equipado com um motor Suzuki de 30 hp, que está sendo utilizado desde a “ Navegação Histórica da Fundação de Piracicaba”

José Luiz Guidotti é autor de três livros que falam sobre suas experiências Fluviais: “Aventura na Bacia do Prata”, “Navegando pelo Piracicaba” e “O Tietê sem Segredos”.